AGENDAMENTO ONLINE

Retinoblastoma Ocular: O que é, causas, sintomas e como tratar

  • Retinoblastoma Ocular: O que é, causas, sintomas e como tratar

O retinoblastoma ocular é um tipo de câncer relativamente raro que atinge os olhos, ainda durante a infância. Ele pode aparecer logo no nascimento, ou se desenvolver até os cinco anos de idade da criança.

Esse problema se caracteriza por ser um tumor maligno que surge nas células da retina, camada do olho responsável pela visão. Essa doença pode afetar um ou ambos os olhos, dependendo da gravidade do problema.

Quando o diagnóstico do retinoblastoma ocular é feito ainda no início, é possível obter a cura da doença, evitando que a mesma comprometa a visão posteriormente.

Causas e fatores de risco do Retinoblastoma Ocular

As causas do retinoblastoma ocular ainda são desconhecidas. Contudo, existem algumas hipóteses sobre o que pode desencadear esse tipo de câncer, como o HPV e câncer de colo do útero.

Já em relação aos fatores de risco, o maior deles é o fator genético. A doença é hereditária, logo, se algum parente direto da criança, como os pais, por exemplo, desenvolveu esse tipo de distúrbio, as chances do bebê também desenvolver são grandes.

Sintomas do Retinoblastoma Ocular

O retinoblastoma ocular é uma doença que possui sintomas muito parecidos com outros distúrbios da visão. Por conta disso, o diagnóstico se torna extremamente complexo.

O principal sintoma da doença é o surgimento de um reflexo/mancha na pupila. Ele é popularmente conhecido como reflexo do olho do gato, mas seu nome médico é leucocoria.

Basicamente, esse sinal indica o surgimento do tumor, que acaba impedindo a passagem da luz e a reflete. Por conta dessa obstrução da entrada de luminosidade, o centro da visão no cérebro não se desenvolve de forma correta e com isso o sentido é afetado.

Além disso, entre outros sinais da doença estão:

  • Conjuntivite;
  • Estrabismo;
  • Inflamações;
  • Dificuldades na visão;
  • Sensibilidade exagerada a luminosidade.

Diagnóstico do Retinoblastoma Ocular

Cerca de 90% dos casos de retinoblastoma ocular são diagnosticados até os quatro anos de idade. Contudo, a média de diagnósticos da doença acontece entre o primeiro e segundo ano da criança.

O diagnóstico pode ser confirmado através de exames de fundo de olho, como a ultrassonografia e a angiofluorescencia.

Tratamento e recuperação

Existem várias formas de se tratar a retinoblastoma ocular. Isso vai depender diretamente da gravidade da doença, e do tipo (se ela atinge um ou ambos os olhos).

Entre os tratamentos mais comuns estão:

  • Procedimento cirúrgico para a retirada do tumor;
  • Quimioterapia;
  • Radioterapia.

O tempo de recuperação também tem ligação direta com o tratamento e o quadro do paciente. Logo, não é possível afirmar com exatidão em quanto tempo a criança estará totalmente curada.

O ideal é que os pais, ao primeiro sinal de retinoblastoma ocular, levem a criança a um especialista em oftalmologia pediátrica. Dessa forma, o profissional poderá fazer todos os exames necessários e assim dar o encaminhamento correto ao tratamento.

O HCO – Centro Completo de Oftalmologista conta com as oftalmopediatras Dra. Raquel Souza Nunes Paiva e Dra. Tatiana Contri F. Andrade para examinar com excelência sua criança e tirar todas as suas dúvidas.

Fique por dentro!

Cadastre-se em nosso Blog e receba dicas e informações sobre prevenção e tratamento de doenças relacionadas à visão.
CADASTRAR
Não praticamos spam e você poderá se descadastrar a qualquer momento.
close-link